Como usar a Inteligência Competitiva para melhorar as vendas?

Tempo de leitura: 3 minutos

Se você é empresário e busca estar sempre por dentro de estratégias para aumentar a competitividade do seu empreendimento, talvez já tenha ouvido falar em inteligência competitiva. Transformar dados e informações em inteligência para facilitar a tomada de decisões é algo que certamente traz inúmeros benefícios para uma empresa. O maior deles é estar à frente da concorrência por fazer uso da informação de maneira estratégica.

Este tipo de serviço, bastante difundido nos Estados Unidos, por exemplo, pode ajudar sua empresa a crescer e alavancar os negócios. Quer saber como? Continue lendo o nosso artigo!

O que é a inteligência competitiva?

Hoje enfrentamos um problema que não está ligado à falta de informação ou ao seu acesso, mas com relação a como decifrar o seu valor estratégico para usá-las no momento certo e conseguir vantagem competitiva. Estudos sobre causas de falência indicam que 70% estão relacionadas à falta de conhecimento do empresário sobre o seu ambiente, como clientes, concorrentes, fornecedores. Por conta disso, e associado a um cenário altamente competitivo, monitorar o ambiente externo é um fator importante não só para o crescimento do empreendimento, mas, muitas vezes, para a sua própria sobrevivência.

É aí que surge a inteligência competitiva, que é uma maneira de coletar e analisar informações relevantes sobre a concorrência, clientes e mercado, podendo criar tendências e cenários para ajudar a tomada de decisões. O ciclo de inteligência (planejamento, coleta de informações, análise, disseminação e tomada de decisões) permite que o empresário tenha em mãos um material relevante e sintetizado para responder determinado problema ou questão estratégica com mais clareza e maior embasamento.

Quais são os seus benefícios?

O próprio nome já induz o seu benefício principal: competitividade! Usar informações de maneira estratégica, antes dos concorrentes, oferece vantagens que muitos empresários desconhecem, como:

  • Definir oportunidades e ameaças;
  • Monitorar mudanças que possam afetar a posição da empresa;
  • Identificar novas oportunidades de negócio;
  • Diminuir o risco de fracasso de determinado projeto;
  • Rever estratégias;
  • Conhecer o impacto das ações dos concorrentes para o seu negócio.

Como podemos ver, ter em mãos informações relevantes, analisadas e sintetizadas, antes dos concorrentes, faz com que a inteligência competitiva dentro da empresa seja benéfica de diversas maneiras.

Como aplicar no varejo?

Manter um estabelecimento físico requer muito investimento e comprometimento dos empresários. Além de encontrar um ponto interessante, contratar profissionais qualificados, oferecer produtos diferenciados e a preços competitivos, é preciso criar uma estratégia de mercado, posicionar sua marca e colocar em práticas as táticas de marketing de maneira eficiente. Para ajudar em todas essas atividades, a inteligência competitiva surge como um apoio importante, senão imprescindível, para que os recursos não sejam investidos de maneira equivocada, desperdiçando seu tempo e dinheiro.

Por meio de um ciclo que compreende planejamento, coleta de informações, análise, disseminação e tomada de decisões, a inteligência competitiva transforma dados e informações abundantes em análise e síntese para que o empresário consiga tomar decisões mais certeiras e de maneira mais embasada. Por isso, uma das vantagens desse ciclo é fazer com que a empresa saia à frente da concorrência, por fazer uso de informação relevante antes dos seus competidores.

Você conhecia o termo inteligência competitiva? Deixe seu comentário ou dúvidas sobre o tema abaixo!