Entenda o que é e como acompanhar o custo de aquisição de clientes

Tempo de leitura: 3 minutos

A estimativa do custo de aquisição de clientes (CAC) pode ser o grande diferencial entre o sucesso de uma empresa ou seu pouco êxito no mercado. Isso porque esse referencial é muito importante para a fidelização de consumidores, e todos nós sabemos a importância que isso tem para o crescimento de um negócio, não é verdade?

Mas, afinal, como funciona o CAC — e como ele pode ajudar na sua empresa? Confira aqui uma lista com os principais pontos de interesse sobre o assunto!

O que é o custo de aquisição de clientes (CAC)?

O CAC consiste na estimativa que uma empresa faz sobre o quanto deve investir a fim de conseguir fazer uma venda. A partir do resultado obtido, a empresa pode traçar estratégias mais claras de marketing e procedimentos no mercado.

Por exemplo, se uma campanha no Facebook custou R$ 5.000,00 e trouxe um retorno de 20 clientes, cada um custou R$ 250,00 para a empresa. O que vai determinar se o CAC foi bom é o valor da mercadoria vendida pela empresa. (Se, no exemplo acima, o produto em questão for um apartamento, o preço da propaganda está ótimo, não é mesmo?)

É necessário levar em consideração todo o custo envolvido na despesa, desde salários de funcionários até o financiamento da campanha, para ter um resultado certeiro. Por isso, um controle no processo de vendas é fundamental para se calcular o CAC, já que, com esses dados, você poderá saber quantos clientes a empresa consegue atrair, além do preço exato de cada etapa no negócio.

Como acompanhar o CAC?

O ideal é que o custo de aquisição de clientes seja acompanhado de forma periódica. Esse espaço de tempo pode ser semanal, mensal ou bimestral, dependendo das necessidades da empresa.

O ideal é usá-lo sempre que a empresa formular uma estratégia de marketing, criando uma espécie de banco de dados das suas ações. Mas sem ter pressa: em negócios que estão começando, normalmente o CAC costuma ser alto em relação ao retorno obtido.

Como diminuir o CAC

É natural que, em um primeiro momento, o CAC de um negócio seja maior. No entanto, um custo de aquisição de clientes elevado, por muito tempo, pode ferir fatalmente o orçamento de uma marca. Para diminuí-lo, algumas atitudes podem ser adotadas.

Mantenha o foco no atendimento ao cliente

A dica principal é investir no bom atendimento ao cliente. Isso porque, tendo uma boa experiência com a empresa, muitas vezes o marketing já é feito de forma espontânea.

Tenha profissionais especializados e que saibam a forma correta de se portar e conversar com clientes já preestabelecidos ou em potencial e, assim, você poderá diminuir consideravelmente o custo de aquisição de novos clientes.

Aposte em um programa de benefícios

Crie propostas e ações que visem fidelizar os seus clientes. Desde vantagens exclusivas para quem já é consumidor da marca até programas de fidelidade, a ideia aqui é mostrar como é vantajoso utilizar os serviços do negócio.

Direcione suas estratégias de marketing

A lógica é simples: quanto mais certeiras forem as estratégias, menores serão seus preços, já que você não gastará dinheiro com propagandas para pessoas que não fazem o perfil de seu projeto.

Para isso, faça uma avaliação da empresa e da ação e procure qual é o seu público-alvo. Depois de decidido, é hora de criar boas estratégias que atinjam efetivamente essa parcela da população. Um bom direcionamento das suas estratégias diminuirá bastante o custo de aquisição de clientes da empresa.

O CAC é um dos indicadores fundamentais para o bom funcionamento de um negócio. Viu como é fácil entendê-lo e, assim, otimizar o orçamento da sua empresa? Deixe o seu comentário abaixo, contando como controla o custo de aquisição de clientes em sua companhia!