Quando devo lançar um programa de fidelidade?

Tempo de leitura: 3 minutos

Criar um programa de fidelidade não é tão simples quanto parece e nem é qualquer loja que pode colocá-lo em prática quando bem entender. Há uma série de fatores que precisam ser revisados para que você entenda se existe a possibilidade real de criar o programa e impulsionar a fidelização de clientes!

Neste post, vamos abordar os principais pontos que você deve considerar antes de lançar um programa de fidelidade em sua empresa. Confira!

O que você vende?

Os produtos vendidos pelo seu negócio devem ser considerados durante a formatação do programa de fidelidade. A maioria dos comércios possuem épocas do ano em que o número de vendas é maior. E, por conta disso, é preciso que você verifique o intervalo de maior faturamento da sua empresa e busque lançar o programa justamente durante tal período.

Entretanto, você não deve planejar o programa de fidelidade apenas quando chegar o mês de lançamento. Comece a montar toda a estrutura necessária com no mínimo dois meses de antecedência.

Saiba o tamanho da sua loja

Lojas menores costumam necessitar de menos tempo do que grandes empresas para lançar o programa de fidelidade. A razão é simples: menos questões para lidar e organizar, é menor o número de colaboradores para treinar, menos produtos para contabilizar, menos custos e muito mais tempo de sobra para se preparar.

Lojas maiores precisam gastar algumas horas a mais na elaboração do programa de fidelidade. O público atendido é provavelmente maior, então requer mais tempo de estudo para definir os prospectos que serão alvos do programa e a estratégia de divulgação.

Por isso, lembre-se sempre de construir o projeto em sintonia total com o seu departamento de marketing. A chave para o sucesso está em atingir as pessoas certas, com conteúdo e produtos certos.

Dê preferência para planos mais simples no início

É fundamental começar a elaborar o seu programa de fidelidade muito antes de colocá-lo em prática. Planeje-se e monte uma estrutura inicial simples, sem muitos adereços e enfeites.

Um programa básico e sólido deve ser o suficiente para que a sua clientela entenda as vantagens e sinta-se satisfeita. Depois, aos poucos, você pode identificar focos de melhora e ir desenvolvendo cada vez mais o projeto.

Faça diferentes testes

Eis o segredo do sucesso para essa e qualquer outra estratégia: nunca desistir de melhorar. Sempre existe alguma coisa que pode ficar melhor ou tornar o seu programa de fidelidade mais eficaz. Então, não abandone o programa após o lançamento. Faça o monitoramento periodicamente e acompanhe a resposta do público.

Claro que se você seguir os conselhos anteriores e se preparar alguns meses antes de lançar o programa, a margem de erro já terá diminuído exponencialmente.

Mas, ainda assim, a prática sempre traz novos dados à teoria. Faça os ajustes necessários baseados no feedback dado pelo seu cliente. Pergunte-os sobre o que acharam do programa e convide-os a fazerem sugestões — uma dica essencial para entrar em contato com a clientela é fazer um cadastro no momento da venda!

Pondo em prática cada um dos pontos citados neste artigo, a chance do seu programa de fidelidade ser um sucesso é gigantesca!

Você está planejando lançar um programa fidelidade? Acha que dá para criar um programa de fidelidade para a sua empresa? Qualquer dúvida, deixe o seu comentário para que possamos ajudar!